José Pedro Machado e Viriato Campos, Vasco da Gama e a sua viagem de descobrimento, Lisboa 1969

15 € Adicionar

José Pedro Machado (Faro, 8 de Novembro de 1914  — Lisboa, 26 de Julho de 2005) foi um professor, filólogo, historiador, dicionarista, camonista, bibliógrafo e arabista português.

Formou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em 1938, e em Ciências Pedagógicas nas Universidades de Lisboa e de Coimbra. Era viúvo de Elza Paxeco, a primeira senhora doutorada pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Foi professor do Ensino Técnico Profissional, leccionando na Escola Industrial Fonseca Benevides (1939/1940), Escola Comercial Veiga Beirão (1940/1941,1946/1947 e 1947/1948), Escola Comercial Patrício Prazeres (1941/1942, 1943/1944, 1944/1945), Escola Industrial e Comercial Gabriel Pereira, Évora (1948/1949) e Escola Industrial Afonso Domingues, desde 1949 até à aposentação, em 1979.

Discípulo de David Lopes na Universidade de Lisboa, é tido como um dos maiores dicionaristas da língua portuguesa. José Pedro Machado publicou dois dos mais relevantes dicionários do idioma, o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa e o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa. Fez parte de vários júris de admissão a estágios do Ensino Técnico Profissional aos Institutos Comerciais e Industriais. Foi relator da Comissão do Vocabulário, Dicionário e Gramática da Academia das Ciências de Lisboa (1938-1940). Publicou com sua esposa, Elza Paxeco, o Cancioneiro da Biblioteca Nacional, 1949-1964.

Participou em vários congressos, em Coimbra, em Lisboa, em Saragoça, em Sevilha, tendo sido Secretário-geral do I Congresso Nacional do Ensino Técnico Profissional, realizado em Portugal em 1958. Fez parte da Missão Portuguesa ao IV Colóquio Internacional de Estudos Luso-Brasileiros, em São Salvador da Baía, Universidade Federal da Baía, Agosto de 1959. Participou do Congresso Histórico de Portugal Medievo, realizado de 6 a 10 de Novembro de 1959, em Braga. Teve a seu cargo o Inventário e Unificação da Terminologia Técnica Portuguesa,1961. Também participou no XXVI Congresso Luso-Espanhol para o Progresso das Ciências, realizado no Porto em Junho de 1962.

Colaborou no Dicionário de História de Portugal, dirigido por Joel Serrão. Com uma bibliografia que ultrapassa a centena, o investigador publicou ainda trabalhos como a transcrição do Cancioneiro de Évora (1951), a Biobibliografia de David Lopes (1967), os Dispersos de D. Carolina Michaëlis de Vasconcelos, 3 vols. (1969-1972). Colaborou com o Dr. Raul Machado na RTP no programa "Charlas Linguísticas".


Scroll to Top