Ir para o conteúdo

Livros invulgares

José Manuel Pressler, Filipa, edição de Manuel de Castro, Lisboa, 1967

Indisponível
Acresce o valor do transporte pelos CTT (de acordo com as tabelas em vigor para o correio registado ou não registado). Enviar email para informação de envio por correio.

José Manuel Pressler nasceu em Lisboa em 1938 e suicidou-se em Bruxelas em 1965. Pouco se sabe da vida deste autor que nos deixou somente este livro de poemas.

Sabe-se que terá frequentado o Café Gelo, mas não foi incluído na Antologia do Cesariny. Edição do seu amigo Manuel de Castro, também ele autor surrealista.

Exemplar raro.

 

coitado de quem não ouve

o fenecer pausado das roseiras
pequenino serrote intransigente

há um rumor de escravos pelos gestos
todos os gestos
ímpares sempre e impuros
e o tempo despe as horas de segredos


José Manuel Pressler, FILIPA


Scroll to Top