Ir para o conteúdo

Livros por tema Política

José Augusto de Vasconcellos e Sá, Trincadelas "Revolucionárias", Centro do Livro Brasileiro, Lisboa, s/d

10 € Adicionar
Acresce o valor do transporte pelos CTT (de acordo com as tabelas em vigor para o correio registado ou não registado). Enviar email para informação de envio por correio.

José Augusto de Vasconcellos e Sá nasceu em Évora Freguesia de Santo Antão, no dia 4 de Março de 1926. Licenciou-se em História e Filosofia (Faculdade de Letras de Lisboa) entre 1952/1957, como trabalhador Estudante.

Começou a carreira literária em 1952 publicando contos no jornal Diário Popular, na secção Um Conto por Dia. O primeiro a ser publicado teve o título de Porquê?, revelador da sensibilidade ainda descrente de poder ser Escritor.

Em 1955 publicou o romance Perdoa, Pedro; em 1956 E Venceram a Morte; em 1957 5101 sob o pseudónimo de Peter Craft.

Após vários anos de intervalo, publicou, em 1974, Resumo de Meia-Vida; o primeiro livro de Poesia. Em 1978 Trincadelas Revolucionárias (crónicas políticas de escárnio e de mal-dizer); e novo livro de poesia política, intitulado Voto Portugal, em 1980. Em 1983 Sem Tempo para Morrer; em 1996 Drogas! Que Futuro?! Apenas a Morte! (9 edições); em 2000 Perfil de um Candidato e em 2001 O Gozo de ser Poeta. O seu nome consta do III volume de Antologia de Poesia Contemporânea, de 1986, com mais 63 Autores.

Existem 13 CDs com letras de fado de sua autoria cantados por diversos artistas.

Colaborou com assiduidade nos jornais O Primeiro de JaneiroA CapitalO SéculoO TemplárioDiário PopularA VozNotícias de ÉvoraA DefesaO ZÉ, do qual foi Director quatro anos; Mensageiro de BragançaA Voz de EsmorizO ValencianoEco do FunchalO Português na Austrália, com crónicas e ensaios filosóficos.


Scroll to Top