Encontramo-nos abertos no horário habitual, das 9:30 às 19:30 (13:00-14:30 almoço). Continuamos a fazer compras de bibliotecas, manuscritos, fotografias antigas, etc. etc. Não hesite em entrar em contacto connosco: 21 342 16 00 ou por email para antoniomtrindade@gmail.com

Inácio da Piedade e Vasconcelos, História de Santarém edificada que dá notícia da sua fundação e das coisas mais notáveis nela sucedidas, Lisboa, 1740, 2vv.

700 € Adicionar
Acresce o valor do transporte pelos CTT (de acordo com as tabelas em vigor para o correio registado ou não registado). Enviar email para informação de envio por correio.

1ª edição. Encadernação inteira de pele do séc. XX.

Texto a vermelho e negro; Capitais ornamentadas; Cabeções ornamentados com armas reais portuguesas

Inácio da Piedade e Vasconcelos, natural da notável Villa de Santarém recebendo a graça batismal na Paroquia de S. Nicolau a 28 de Março de 1676. Teve por Pais a André Duarte de Vasconcelos Cavaleiro da Ordem militar de S. Tiago, Mestre de Campo do Reino de Angola, e a D. Antónia de Andrade Gouveia e Miranda de igual nobreza à de seu consorte. Quando contava a florente idade de 19 anos recebeu o hábito de Cónego secular da Congregação do Evangelista Amado, e no Colégio de Évora estudou as ciências escolásticas em que saio suficientemente instruído. Com igual desvelo cultivou as Artes Liberais como foram a Estatuária, Architectura Civil, e Pintura das quais penetrou as dificuldades, e escreveu os preceitos. Para eternizar as glorias da sua pátria lhe erigiu para sincero testemunho da sua gratidão o mais famoso Obelisco na Descrição história que publicou da sua Fundação com o seguinte titulo.

Historia de Santarém edificada que dá noticia da sua Fundação, e das coisas mais notáveis nela sucedidas, a saber das Fundações de todas as suas Igrejas, assim das Paroquias como dos Conventos, e Ermidas, dos prodigiosos milagres ali sucedidos, das Relíquias que em si encerra, das vidas de vários Santos, e Beatos, e de muitas pessoas dignas de memória assim em virtudes, como em letras, e armas todas naturais de Santarém, e de tudo o que toca ao seu Termo, e Comarca, de que se segue dar muitas noticias de todo o Reino. 1.e 2. Parte. Lisboa na Oficina da Congregação. 1740.

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]


Scroll to Top