David Lopes, História de Arzila durante o domínio português, 1471-1550 e 1577-1589, Impensa da Universidade, Coimbra, 1924

60 € Adicionar
Acresce o valor do transporte pelos CTT (de acordo com as tabelas em vigor para o correio registado ou não registado). Enviar email para informação de envio por correio.

Encadernado. Mantém as capas de origem.

Super libris de Maria helena Mendes Pinto.

David de Melo Lopes (Moita, Nesperal, Sertã, 17 de Abril de 1867 — 3 de Fevereiro de 1942) foi um especialista e professor de árabe, professor de língua e literatura francesa e historiador.

David Lopes fez o liceu em Lisboa, onde também frequentou o Curso Superior de Letras. Entre 1889 e 1892, estudou em Paris, na École Nationale des Langues Orientales Vivantes e na École Pratique des Hautes Études.

Ensinou nas mesmas escolas em que foi aluno em Portugal: a partir de 1896, no Liceu de Lisboa, até se mudar para o Curso Superior de Letras (1902), mais tarde Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Leccionou até atingir o limite de idade, em 1937, e posteriormente, de forma gratuita, em cursos livres.

Ensinou sobretudo a disciplina de Língua e Literatura Francesa e, a partir de 1914, também a disciplina de Língua e Literatura Árabe, então criada.

Em 1915 tornou-se sócio efectivo da Academia das Ciências de Lisboa, ocupando a vaga deixada por Gonçalves Viana. Sob a sua direcção e por ordem da Academia das Ciências foram publicados em 1915 e 1919 os dois volumes de Anais de Arzila: crónica inédita do século XVI, por Bernardo Rodrigues, (Coimbra, Imprensa da Universidade).

São da sua autoria os capítulos "O domínio árabe" e "Portugueses em Marrocos" da História de Portugal dirigida por Damião Peres, além de numerosos outros estudos publicados em Portugal e França.

O departamento de estudos árabes da Universidade de Lisboa designa-se, em sua honra, Instituto de Estudos Árabes e Islâmicos David Lopes.

Conhece-se colaboração sua na revista  Atlântida (1915-1920) e na Revista de Arqueologia (1932-1938).

 


Scroll to Top