Armando Marques Guedes, Direito internacional público, Lisboa, 1935-1936, 2 tomos.

50 € Adicionar

Tomo I - Noções gerais, a evolução e os sujeitos do direito internacional público.

Tomo II - Os objectos do direito internacional público; As relações internacionais.

Armando Marques Guedes (1986-1958)

Jurista. Professor do Instituto Superior do Comércio, depois integrado na Universidade Técnica de Lisboa. Deputado, ministro e presidente da câmara municipal do Porto durante a I República (1919-1920). Deputado do Partido Democrático eleito em 1925.  Ministro das Finanças de António Maria da Silva no último governo da I República, entre 17 de Dezembro de 1925 a 30 de Maio de 1926. Licenciado em Direito na Univ.de Coimbra no curso de António Sardinha, Hipólito Raposo, Paulo Mereia, Veiga Simões, Lopes da Fonseca, , Chaves de Almeida, Cabral Moncada, etc. Foi Presidente do Centro Académico Republicano. Pertence à geração política de Ramada Curto, Carlos Amaro, Campos Lima, Bissaia Barreto, Carlos Olavo, etc. .Depois de se formar, vai advogar para o Porto. Preside à Câmara Municipal de 1919 a 1921. Foi Ministro das Finanças durante seis meses até ao golpe de 28 de Maio. Exerceu a sua actividade no Instituto Superior de Comércio do Porto de 1919 a 1926. Depois, vem para Lisboa onde lecciona no ISCEF. Tem uma grande actividade como conferencista e deixou múliplos trabalhos económicos.

Cria em 1930 um Centro de Estudos Democráticos, com Newton de Macedo, Joaquim de Carvalho, Hernâni Cidade, Vitorino Nemésio e José Ribeiro dos Santos. Divulgador dos modelos do Plano Beveridge.


Scroll to Top