Padre António Vieira, Cartas, Tomo segundo, Lisboa Occidental, Officina da Congregação do Oratório, 1735

250 € Adicionar
Acresce o valor do transporte pelos CTT (de acordo com as tabelas em vigor para o correio registado ou não registado). Enviar email para informação de envio por correio.

Raro. 

António Vieira

1.ª Edição

Primeira edição da correspondência de Padre António Vieira (1608-1697). Após a morte do jesuíta, o seu espólio foi reunido pelo padre Antonio Maria Bonucci, companheiro de ordem a servir na missão da Bahia, que o entregou ao inquisidor geral de Lisboa, Cardeal D. Nuno da Cunha e Ataíde. Este, por sua vez, repassou-o para o Conde da Ericeira, D. Luís de Meneses, com o qual Vieira manteve importante correspondência. O Conde junta ao espólio, além das cartas de que era destinatário, também as que lhe passara o Duque de Cadaval, outro assíduo correspondente do padre. O oratoriano António dos Reis ajuda a concluir a edição do conjunto, em 2 tomos, no ano de 1735. Este segundo volume reúne um total de 145 cartas, as quais, como ocorre no primeiro tomo, estão organizadas sem ordem cronológica rigorosa ou sequência de matéria. Cabe notar que o primeiro texto recolhido não é, de fato, uma carta, mas o famoso parecer, de 1644, no qual o Padre Vieira advoga prudentemente junto ao Rei D. João IV a adoção de uma "guerra defensiva" contra Espanha, e não de ataque, como queriam alguns conselheiros.


Scroll to Top